Sobre a pele

Como cuidar do prurido cutâneo: Causas, tratamento e conselhos de prevenção

Se tiver comichão na pele, sabe como pode ser desconfortável e irritante. Já para não falar no impacto que tem na nossa disposição. Mas quais são as causas da comichão na pele e como pode aliviar os sintomas sem cair no perigoso ciclo vicioso de coçar?

Sintomas da comichão na pele

A comichão na pele é cientificamente conhecida como prurido cutâneo, uma condição que ocorre tanto em áreas localizadas como em todo o corpo. A pele pode ficar vermelha, áspera ou irregular. Mas também pode ter um aspeto normal, e ainda assim ser muito desconfortável. Nas condições crónicas, em que a pele é coçada repetidamente, algumas zonas podem ficar sobrelevadas, começar a sangrar e infetar.

Quais são as causas da minha comichão na pele?

Existem muitas razões para a comichão na pele. Para conseguir atenuar os sintomas a longo prazo, é importante detetar a causa. O prurido pode tornar-se debilitante e alguns casos crónicos são provocados por problemas nos órgãos internos, perturbações nervosas ou reações a medicamentos, materiais ou plantas, como o látex e as heras venenosas. Se estiver a sofrer de comichão crónica, consulte um médico especialista assim que possível.

No entanto, a causa mais comum é a secura da pele: uma condição que ocorre naturalmente com a idade, já que as proteínas como o colagénio (responsável por dar firmeza e oleosidade à pele) começam a escassear e a hidratação se perde na epiderme a ritmo acelerado. Limpar excessivamente a pele com água quente, sabonetes e produtos agressivos com pH elevado também pode aumentar a secura e a comichão.

“A comichão, também conhecida como prurido, tem várias causas e resulta da estimulação dos nervos sensitivos", explica o dermatologista Zac Handler. “Uma dessas causas é a inflamação e o mau funcionamento da barreira da epiderme, que acontece por exemplo na pele seca. As fibras nervosas de tipo C são ativadas por alterações do pH e pela diminuição da humidade ou da temperatura, e beneficiam do decréscimo de perda de água transepidérmica, da restauração do pH para uma acidez natural e da reparação da sua barreira natural."

A comichão, também conhecida como prurido, tem várias causas e resulta da estimulação dos nervos sensitivos

Dr Zac Handler, Especialista em Dermatologia.

Como cuidar do prurido cutâneo: Causas, tratamento e conselhos de prevenção

Conselhos de tratamento

Todas as peles secas e com comichão necessitam de hidratação. Por isso, hidrate-a com um bálsamo ou creme de proteção para evitar episódios de comichão. Quando tem comichão, a pele reage e danifica ainda mais a barreira da pele e pioram os sintomas. Em vez de coçar, os dermatologistas recomendam a aplicação de um emoliente suavizante, diretamente na área irritada.

DICA SANEX: Deite uma pequena quantidade do seu creme hidratante preferido num pequeno frasco de viagem e leve-o consigo para todo o lado. Nunca mais será surpreendida por uma comichão inesperada.

Também deve garantir o uso de produtos de banho e duche que hidratem a pele, em vez de a secar. Evite produtos demasiado perfumados ou que sequem a pele, como os sabonetes, e substitua-os por géis e cremes ricos em emolientes, como a gama de produtos Sensitive da Sanex. A sua fórmula foi especialmente desenvolvida com hidratantes especiais que respeitam a epiderme e restauram o pH natural. Mas lembre-se! Tome apenas um duche ou banho por dia para a pele não perder óleos e lípidos importantes.

 

PARTILHAR ESTE ARTIGO

about the expert

CONSELHOS DOS ESPECIALISTAS

Dr Zac Handler

A pele sensível e muito sensível requer um agente de limpeza suave ou água micelar com um mínimo de ingredientes.